عربي English עברית Deutsch Italiano 中文 Español Français Русский Indonesia Português Nederlands हिन्दी 日本の
Knowing Allah
  
  

   

em nome de deus, o clemente, o misericordioso.

 

 

introdução do autor

 

quão numerosas são as guerras da mídia deflagradas para difamarem o retrato dos grandes! quão péssimas são quando transformam os corruptos em virtuosos, os seletos em criminosos, aí vemos os meios de comunicação tendenciosos sendo trombetas que espalham seus venenos por todos os lados, abandonando a sua missão humana e vestindo o manto da humilhação e da vergonha.

esses meios tendenciosos prejudicaram a todos nós, com suas constantes acusações ao profeta da humanidade e o mestre dos filhos de adão. caricaturas, livros, revistas, programas de televisão, declarações dos mais altos escalões políticos e religiosos. sua principal função passou a ser difamar a figura de “mohammad ibn abdullah” tentando atacar a sua religião, sua honra e sua conduta.

são tentativas tolas que tentam atingir a maior arma que o profeta da islam possui, a arma da “misericórdia”. acusam o profeta do islam (deus o abençoe e lhe dê paz) na sua mais importante virtude, a virtude da misericórdia com a qual liderou o mundo.

mesmo que esse tipo de maldade não atinja o profeta da misericórdia, uma vez que o latido dos cães não atinge as nuvens, os muçulmanos contemporâneos não estão isentos da responsabilidade, perante deus, exaltado seja, além da responsabilidade perante a história humana e do islam.

 

sim, seremos responsáveis perante deus quanto ao nosso silêncio perante esse enorme mal, pelo nosso negativismo perante essa assustadora injustiça; responsáveis, também perante a história; sujeitos a sermos certamente amaldiçoados e insultados pelos nossos netos quando os dias e os anos irão nos colocar sob a terra. iremos morrer envergonhados, pois o nosso profeta maior (deus o abençoe e lhe dê paz) foi insultado e permanecemos calados, adormecidos e negativistas.

nossos netos irão dizer, amaldiçoando-nos: “o mensageiro de deus foi insultado em sua época e nada fizeram para lavar a nossa honra e dissipar a marca da vergonha”.

é tempo de cada um se isentar da omissão, a medida que puder. todo muçulmano agora deve apresentar o mensageiro de deus às pessoas e lhe dar apoio de acordo com a sua capacidade.

o mestre, o professor, deve plantar na mente de seus alunos e discípulos os valores do amor do profeta, respeitando-o e seguindo o seu exemplo.

o pai de família deve educar os filhos de acordo com o método do profeta (deus o abençoe e lhe dê paz), ensinando-lhes os pormenores das expedições como ensina a surata do alcorão.

o funcionário, em seu escritório, deve destacar o amor ao profeta (deus o abençoe e lhe dê paz) entre seus colegas e companheiros de trabalho.

o diretor, na sua empresa, deve fazer do apoio ao profeta (deus o abençoe e lhe dê paz) e o aprofundamento do amor a ele nas mentes dos trabalhadores um dos objetivos sublimes da empresa.

o comunicador e o jornalista devem ficar de sentinela para verificar todo insulto à nossa religião e ao nosso profeta, analisá-lo e discuti-lo, chamando a atenção do público para ampliar o seu conhecimento religioso e seguir a tradição do profeta (deus o abençoe e lhe dê paz).

o comerciante e o fabricante devem boicotar as produções dos inimigos e as produções de cada nação ou governo que insulte o nosso profeta (deus o abençoe e lhe dê paz).

os empresários e os abastados desempenham um papel muito importante. devem fazer conhecer o profeta da misericórdia e dar apoio a ele com seus recursos. devem dar apoio aos livros, às produções e às atividades cujo objetivo é apresentar o profeta da misericórdia e dar apoio a ele.

é melhor os executivos muçulmanos devem gastarem, mesmo do zakat de seus bens, para apoiar esse tipo de projetos beneficentes cujo objetivo é socorrer o mensageiro de deus (deus o abençoe e lhe dê paz).

que bom seria se gastassem um décimo do que o ocidente gasta na sua guerra contra o islam e o profeta do islam!

por isso, vi que devo desempenhar o meu papel, concentrando o foco sobre as características do profeta (deus o abençoe e lhe dê paz) que mostram a sua misericórdia pela humanidade, apresentam seus atributos e suas relações tanto com os muçulmanos como com os não-muçulmanos, com um estilo fácil e agradável. a pesquisa apresenta as opiniões dos intelectuais europeus que foram imparciais com o mensageiro do islam (deus o abençoe e lhe dê paz) em seus escritos e estudos.

a pesquisa nos mostra que muitos intelectuais ocidentais revelaram inúmeras pérolas e preciosidades da vida de mohammad (deus o abençoe e lhe dê paz), mostrando os aspectos da misericórdia, as lições e os exemplos na biografia e na história do profeta mohammad (deus o abençoe e lhe dê paz).

a importância da pesquisa se manifesta por ser uma simplificada mensagem de apresentação do profeta do islam em tempo em que as manifestações de ódio das canetas envenenadas e das línguas ferinas procuram atingi-lo.

a pesquisa procura mostrar a figura do profeta mohammad ao mundo, através das importantes manifestações dos intelectuais ocidentais imparciais a respeito do profeta do islam (deus o abençoe e lhe dê paz).

utilizamos as obras e as declarações dos intelectuais do ocidente a respeito das virtudes do profeta (deus o abençoe e lhe dê paz) como fontes principais. não utilizamos o estilo costumeiro ou tradicional das narrações a respeito dos atributos do profeta (deus o abençoe e lhe dê paz), mas as próprias narrações ocidentais a respeito da conduta e dos atributos do profeta. a pesquisa se concentrou na apresentação dos aspectos da misericórdia da personalidade de mohammad (deus o abençoe e lhe dê paz). utiliza-se de língua fácil, que se dirige à mente e move a consciência, baseando-se nas pesquisas dos orientalistas basicamente imparciais, além das biografias, dos atributos, das tradições proféticas e das pesquisas árabes contemporâneas.

 




                      Next article




Bookmark and Share


أضف تعليق

You need the following programs: الحجم : 2.26 ميجا الحجم : 19.8 ميجا