عربي English עברית Deutsch Italiano 中文 Español Français Русский Indonesia Português Nederlands हिन्दी 日本の
Knowing Allah
  
  

   

as particularidades de sua misericórdia

 

primeiro objeto da pesquisa: a divindade da misericórdia

dois dos atributos de deus são: o clemente, o misericordioso.

as suratas do alcorão são abertas com: em nome de deus, o clemente, o misericordioso.

deus, exaltado seja, diz: “notifica meus servos de que sou o indulgente, o misericordiosíssimo. e que meu castigo será o dolorosíssimo castigo!” (15:49-50).

abu huraira (que deus o tenha em sua glória) relatou que ouviu o mensageiro de deus dizer: “quando deus criou os seres ele escreveu em seu livro, que está com ele acima do trono: ‘minha misericórdia prevalece sobre a minha ira.’”.1

abu huraira (que deus o tenha em sua glória) narrou que ouviu o mensageiro de deus dizer: “deus dividiu a misericórdia em cem partes, reteve noventa e nove partes, fazendo descer apenas uma parte para toda a sua criação. se o crente conhecesse o castigo de que deus dispõe, jamais teria esperanças de alcançar o seu paraíso. se o incrédulo conhecesse a misericórdia de que deus dispõe, jamais perderia a esperança de alcançar o seu paraíso.”2

anas ibn málik (que deus o tenha em sua glória) relatou que ouviu o mensageiro de deus (deus o abençoe e lhe dê paz)dizer: “deus, louvado seja, disse: ‘ó filho de adão, sempre que me implorares e me suplicares, eu te perdoarei o que houveres feito, sem que nada me importe! ó filho de adão, ainda se tuas faltas alcançarem os horizontes do céu, e me pedires perdão, perdoar-te-ei, sem que nada me importe! ó filho de adão, ainda se vieres a mim, depois de haveres cometido tantas faltas que dessem para encher a terra, e te encontrasses comigo sem nada nem ninguém associares a mim, conceder-te-ía um perdão que cobriria toda a terra.’”3

o profeta (deus o abençoe e lhe dê paz)deu exemplo a respeito da misericórdia de deus ao servo:

ele viu uma mulher ansiosa a procura do filho. quando o viu, ela o abraçou com força e lhe deu de mamar. o profeta (deus o abençoe e lhe dê paz)disse aos seus companheiros: “poderíeis crer que essa mulher seria capaz de jogar seu filho ao inferno?” responderam: “não!” disse: “pois sabei que deus é mais misericordioso para com seus servos do que essa mulher o é para com o seu próprio filho.”4

e mohammad (deus o abençoe e lhe dê paz) se qualificou com esta qualidade de seu senhor, a misericórdia e o perdão, a ponto de deus o elogiar com essas qualidades dizendo no alcorão sagrado: “chegou-vos um mensageiro de vós mesmos, que tem pena do vosso infortúnio, anseia por proteger-vos, e é compassivo e misericordioso para com os crentes.” (9:128).

 

segundo objeto da pesquisa: o chamado da misericórdia

 

deus, exaltado seja, diz: “e não te enviamos, senão como misericórdia para a humanidade.” (21:107).

deus o disse assim, utilizando o método de abreviação, ou seja: a negação seguida de exceção, e assim o significado é: que não és mais do que a misericórdia, não és mais nada além dela, como o próprio profeta diz de si: “ó gente, não sou mais do que misericórdia orientadora.”5

uma vez que a convocação de mohammad é para toda a humanidade, essa mensagem é uma misericórdia para toda a humanidade, bem como o sagrado alcorão, no qual a palavra misericórdia e suas derivadas foram mencionadas 300 vezes aproximadamente,6 é também uma misericórdia para toda a humanidade; é uma misericórdia em si, suas instruções e suas leis.

a respeito disso, washington irving disse: “o alcorão convoca para a misericórdia, para a pureza e para a alta doutrina moral.”7

o alcorão, na opinião de jack raisler8, possui as soluções para todas as questões, vinculando entre a lei religiosa e os preceitos morais, procura criar a ordem e a unidade social bem como amenizar a pobreza, a crueldade e as superstições. procura apoiar as pessoas fracas, recomenda as boas obras e ordena a misericórdia.9

 

“as instruções do alcorão”, como diz alice lichtenstadter,10 “são instruções de justiça para todos, misericórdia para com os fracos, carinho e benevolência. são meios que deus coloca na mão do ser humano para alcançar a sua salvação, e assim, torna-se responsável pelos seus atos e destino.11

o alcorão é também um importante livro de orientação para toda a humanidade e é o mais excelente sistema de orientação.

nasry salhab12 diz: “o profeta mohammad (deus o abençoe e lhe dê paz) era iletrado, não sabia ler nem escrever, e repentinamente legou para a humanidade o melhor traço escrito que a humanidade sonhou desde o seu aparecimento. é o alcorão sagrado, o livro revelado por deus ao seu mensageiro, como orientação para os tementes.”13  

sem dúvida que os preceitos morais de misericórdia constituem no fator básico de atrair as pessoas a abraçar o islam, ou como ali joul14 diz: “o carinho, a misericórdia e o profundo espírito de humanismo e outros fatores foram a maior prova para mim que essa religião é verdadeira.”15. é a mesma questão que bachir chad descreve, dizendo: “o islam é realmente a religião da misericórdia, do amor e da compaixão humana.”16

____________________________________

1. relatado por bukhári, livro: “o início da criação” quanto às palavras de deus, exaltado seja: “ele é quem origina a criação, logo a reproduz, porque isso lhe é fácil.” (30:27). musslim também relatou a mesma tradição no capítulo “at tauba”, sob o título: “sob a misericórdia de deus, exaltado seja.”, nº 2751.

2. relatado por bukhári, livro da escravidão, sob o título: “a esperança e o temor”, nº 5988.

3. sunan at tirmizi, nº 3463.

4. relatado por bukhári, livro da ética, capítulo: “a compaixão pelo filho, o beijá-lo e o abraçá-lo.”. musslim o incluiu no livro attauba, capítulo: “na vastidão da misericórdia de deus, nº 2754.

5. relatado por hákim em sua obra, baseado em abu huraira e o baihaqui, capítulo “sou uma misericórdia orientadora, nº 61. foi narrado, também, por abi chaiba, com base em abu sálih 7/441. o albano o atestou na série fidedigna, nº 490.

6. ver ahmad ibn abdel rahim ibrahim: “as virtudes morais do islam”, pág. 147.

7. washington irving, “a vida de mohammad”, pág. 304.

8. jack raisler, pesquisador e escritor francês contemporâneo, professor no instituto islâmico de paris, detentor do prêmio da academia francesa por causa de seu livro, “a civilização árabe” como sendo um estudo básico para se conhecer o islam.

9. jack raisler, “a civilização árabe”, pág. 51

10. dra. alice lichtenstadter, pesquisadora alemã. estudou as ciências árabes e islâmicas na universidade de frankfurt, então na universidade de londres. permaneceu durante trinta anos entre os países do oriente médio e próximo. ela se preocupou particularmente com a questão de empenho, da inovação e da comparação entre as escolas islâmicas. entre as suas obras destaca-se: “o islam e a época moderna”.

11. alice lichtenstadter, “o islam e a época moderna”, extraído da obra de abbás mahmoud al ‘acád, “o que se diz do islam”, pág. 19.

12. pesquisador cristão libanês. destaca-se pelo seu ponto de vista objetivo a respeito do islam. é conhecido pelas suas atividades no sentido de convivência pacífica entre muçulmanos e cristãos no líbano. promoveu inúmeras palestras nas comemorações islâmicas e cristãs, abordando o mesmo tema. entre suas obras, temos: “encontro entre o cristianismo e o islam”, 1970, “nos passos de mohammad”, 1970.

13. nasry salhab, “encontro entre o cristianismo e o islam”, pág. 22.

14. ‘ali joul, dinamarquês, conheceu o islam em 1973 durante uma de suas viagens ao marrocos. após uma série de encontros com alguns muçulmanos lá, declarou a sua conversão ao islam. vive hoje em kopenhagen.

15. ver a obra de arafat kámil al ‘achi, “homens e mulheres que se converteram ao islam”, 4/127.

16. ver a obra de arafat kámil al ‘achi, “homens e mulheres que se converteram ao islam”, 7/21-22.

 




                      Previous article                       Next article




Bookmark and Share


أضف تعليق

You need the following programs: الحجم : 2.26 ميجا الحجم : 19.8 ميجا