عربي English עברית Deutsch Italiano 中文 Español Français Русский Indonesia Português Nederlands हिन्दी 日本の
Knowing Allah
  
  

   

as sunnas antes de dormir:

 1 – “em teu nome, ó allah, vivo e morro.” (narrada por bukhári);

 2 – deve-se juntar as mãos, assoprar nelas e recitar a surata da unicidade, a surata da alvorada, a surata dos humanos. então, deve-se passar as mãos sobre as partes que puder do corpo, começando pela cabeça, pelo rosto e onde puder no corpo. deve fazer isso três vezes.” (narrada por bukhári);

 3 – recitar o versículo do trono: “allah, não há outra divindade além d’ele, o vivente o autosubsistente. (narrada pelo nassá-i.);

o fruto deste versículo: quem recitar este versículo, allah continuará protegendo e o demônio não se aproximará, como consta da tradição acima;

 4 – “em teu nome, senhor meu, eu me deito e me levanto. se recolher a minha alma, tenha misericórdia dela; se a enviar de volta, protege-a como protege teus servos virtuosos.” (narrada por bukhári e musslim);

 5 – “ó allah, tu criaste a minha alma e irás levá-la de volta. tu que dás a vida e a morte. se lhe restituas a vida, protege-a, se lhe tiras a vida, perdoa-a. ó allah, peço que me concedas saúde.” (narrada por musslim).

 6 – “ó allah, livra-me do castigo no dia que ressuscitares os teus servos.” três vezes. (narrada por abu daoud e tirmizi. dizer isso ao colocar a mão direita sob o rosto;

 7 – “glorificado seja allah” (trinta e três vezes); (louvado seja allah” (trinta e três vezes); allah é maior” (trinta e quatro vezes). (narrada por bukhári e musslim).

  8 – “louvado seja allah que nos deu de comer e beber, nos concedeu vestimenta e teto. quantos há que não possuem alimento nem teto?” (narrada por musslim);

 9 – “ó allah, conhecedor do desconhecido, do conhecido, criador dos céus, da terra, senhor e possuidor de tudo. presto testemunho de que não há outra divindade além de ti. peço refúgio em ti contra os meus malefícios, os malefícios do demônio e os seus incitadores ao politeísmo, de ser suspeito de maldade ou atribuir a maldade a um muçulmano.” (narrada por abu daoud e tirmizi.);

 10 – “ó allah, submeto-me a ti, confio-te meus assuntos , dedico-te meu rosto , confio e tenho esperança em ti, esperando a tua recompensa. não há refúgio nem proteção contra ti a não ser em ti. creio em teu livro que revelaste e em teu profeta que enviaste.” (narrrada por bukhári e musslim);

 11 – “ó allah, senhor dos céus, da terra e do magnífico trono, nosso senhor e senhor de tudo. que faz as sementes brotarem, revelador da torá, do evangelho e do alcorão. peço refúgio em ti do mal de tudo que está sob o teu controle. és o primeiro e não há nada antes de ti, és o último e nada há depois de ti. és, evidente e nada há acima de ti, és o oculto e nada há além de ti. alivia-nos da dívida e da pobreza.” (narrada por musslim);

 12 – recitar os dois últimos versículos da surata al bácara desde as palavras: “o mensageiro crê no que foi revelado por seu senhor, e todos os crentes crêem.” a tradição diz: “quem os recitar durante a noite ser-lhe-ão suficientes” (narrada por bukhári e musslim);

 ·  os sábios divergem a respeito do significado de “ser-lhe suficiente”: alguns dizem que lhe são suficientes e não há necessidade de serem praticadas as orações noturnas. outros dizem que são suficientes, protegendo-nos de tudo que é indesejável e maldoso. digo: “servem para as duas coisas.” fim das palavras de nawawi, em sua obra “al azcar”;

13 – que esteja higienizado. a tradição diz: “quando for dormir, faça ablução”;

 14 – dormir sobre o lado direito. “então deita-se sobre o lado direito.” (narrada por bukhári e musslim);

 15 – colocar a mão direita sob a face direita. “quando deitava, colocava a mão direita sob a face direita.” (narrada por abu daoud);

  16 – sacudir o colchão. “se alguém for para a cama deve sacudir o colchão, pois não se sabe o que poderá ter.” (narrado por bukhári e musslim);

  17 – recitar a surata dos incrédulos. seu mérito é isentar-se do politeísmo. (tradição narrada por abu doud, tirmizi e ahmad. foi autenticada por ibn hibban, hákim e zahabi concordou com isso . háfiz a considerou correta e o albáni a autenticou): nawawi disse: “primeiro, que a pessoa faça todas as sunnas citadas nesse capítulo. se não conseguir, deve se contentar com o que puder, dentre o mais importante.”

 ·  ao observarmos, verificamos que a maioria das pessoas dorme duas vezes durante o dia e a noite. portanto, consegue aplicar as sunnas ou algumas delas duas vezes, porque não são destinadas ao se deitar à noite, mas até deitar-se durante o dia, porque as tradições são gerais.

  o mérito de se praticar essas

sunnas ao se deitar:

 1 - se o muçulmano for assíduo na prática dessas sunnas ates de dormir ser-lhe-ão registradas 100 caridades com base na tradição: “cada glorificação equivale a uma caridade, cada magnificação equivale a uma caridade, cada louvação equivale a uma caridade, cada declaração da unicidade de allah equivale a uma caridade.” (narrada por musslim);

·      nawawi disse: “receberá a recompensa de uma caridade”;

2 – cada glorificação do muçulmano lhe proporcionará a plantação de 100 árvores no paraíso, de acordo com a tradição que foi citada acima narrada por ibn mája, quanto aos frutos das recordações após a oração;

3 – a proteção de allah ao servo e seu afastamento de satanás naquela noite, estando protegido das maldades e das calamidades;

4 – o servo termina o dia, com a recordação de allah e a obediência a ele, confiando n’ele, pedindo o seu auxílio e declarando a sua unicidade.




                      Previous article                       Next article




Bookmark and Share


أضف تعليق

You need the following programs: الحجم : 2.26 ميجا الحجم : 19.8 ميجا