1. Articles
  2. Seus ensinamentos sobre a oração fúnebre

Seus ensinamentos sobre a oração fúnebre

Auther : Dr. Ahmad Bin Uthman al-Maziad
Under category :
87 2022/05/12 2022/11/29
Article translated to : العربية Español Indonesia
  • Costumava orar pelo falecido fora da mesquita, ainda que também pudesse fazê-lo, de igual forma, na mesquita – entretanto esta não era sua prática usual.
  •  Quando um corpo era trazido a ele ﷺ perguntava: “Ele deixou alguma dívida?”. Não fazia nenhuma oração fúnebre por aqueles que haviam morrido deixando dívidas, nestes casos pedia aos companheiros que oferecessem a oração por ele. Apesar deste ponto, quando Allah lhe concedeu riqueza, ele pagou as dívidas – deixando as propriedades dos mortos aos herdeiros e ofereceu a oração fúnebre àquelas pessoas.
  • Começava a oração fúnebre dizendo: “Allahu akbar”, louvando, glorificando e suplicando a Allah. Costumava dizer “Allahu akbar” quatro ou cinco vezes.
  • Costumava incentivar as pessoas a rezarem sinceramente por seus falecidos. Algumas de suas súplicas eram: “Allaahumm-aghfir lihaiina wa maiitina wa saghirina wa kabirina wa dhakarina wa unzaana. Allaahumma man ahiaitahu minna fa-ahihi 'alal-Islam, wa man tawafaitahu minna fatawafahu 'alal-iman. Allaahumma la tahrimna ajrahu wa la taftinna ba`dah.” (Ó Allah, perdoa-nos, os vivos e a nossos mortos, a nossos jovens, a nossos anciãos, a nossos homens e a nossas mulheres. Ó Allah, a quem mantenha com vida dentre nós, que seja dentro do Islam e a quem dê a morte, que morra com fé. Ó Allah, não nos prive da recompensa e não nos sujeite ao juízo de nossas causas) – Tirmidhi, Nasai e Ibn Majah. “Allaahumm-aghfir lahu warhamhu wa`fihi wa`fu `anhu wa akrim nuzulahu wa wassi` madkhalahu waghsilhu bil maa'i waz-zalyi wal-barad. Wa naqihi minal-khataaia kama iunaqaz-zawbul-abjadhu mina-ddanas. Wa abdilhu daaran khairan min daarihi wa ahlan khairan min ahlihi wa zaujan khairan min zaujihi wa qihi fitnatal-qabri wa adhab an-naar.” (Ó Allah, perdoa-o, tenha misericórdia dele, purifica-o, seja generoso com ele, permita que sua entrada seja ampla e confortável, lava-o com água, neve e granizo. Purifica-o dos pecados como uma veste branca é purificada da terra quando lavada. Compensa-o com um lar melhor que o lar terreno, companheiros melhores que seus companheiros terrenos e um cônjuge melhor que seu cônjuge terreno. Proteja-o contra as provações do túmulo e o Fogo do Inferno) – Muslim.
  • Costumava colocar-se de pé para a oração em frente à cabeça do falecido (homem) e em frente à cintura da falecida (mulher).
  • Fez a oração fúnebre por um menino, mas não oferecia se a pessoa houvesse cometido suicídio ou por alguém que houvesse feito alguma armadilha para tomar os espólios da guerra.
  • Fez a oração fúnebre para uma mulher que foi apedrejada.[1]
  • Ofereceu a oração por Najashi em sua ausência, da mesma forma que fazia para qualquer pessoa falecida, mas não ofereceu a todos que faleceram em outras terras.
  • Se faltava a uma oração fúnebre, então rezava em frente ao túmulo.

[1] Como castigo ao adultério confesso.

O Website do Profeta Maomé, O Mensageiro de AláIt's a beautiful day