1. Articles
  2. Os Ensinamentos do Muhammad ﷺ
  3. Os ensinamentos do Profeta ﷺ sobre os sacrifícios da peregrinação, ‘eid e ‘aquiqah

Os ensinamentos do Profeta ﷺ sobre os sacrifícios da peregrinação, ‘eid e ‘aquiqah

Auther : Dr. Ahmad Bin Uthman al-Maziad
152 2022/01/01 2022/11/28

Seus ensinamentos em relação ao Hadi

O Profeta ﷺ ofereceu ovelhas e camelos como hadi e ofereceu um bovino por parte de suas esposas. Ofereceu um hadi em sua residência, assim como durante seu hajj e ‘umrah. 

Era seu costume marcar as ovelhas com guizos ou colares, nunca as marcava com ferro quente ou cortes. 

Quando ofereceu camelos como hadi, costumava adorná-los e marcá-los, cortando-os levemente no lado direito de sua corcunda. 

Caso enviasse seu hadi, dizia ao seu mensageiro que se qualquer coisa ocorresse pelo caminho que causasse um defeito no animal, deveria sacrificá-lo, molhar as sandálias em seu sangue, pendurá-las do lado e não comer da carne do animal – nem permitir que nenhum dos que o acompanhassem comessem dessa carne. A carne deveria ser doada aos pobres. 

Costumava compartilhar um hadi com seus companheiros. Sete deles compartilharam o sacrifício de um camelo ou uma vaca. 

Permitia ao homem que levava o hadi que o montasse quando necessário, até que encontrasse outra montaria. 

Dentre seus ensinamentos estava sacrificar os camelos enquanto eles estavam de pé, com a pata esquerda amarrada e dizendo: “Bismillah, Allahu akbar” enquanto o sacrificava. 

Costumava sacrificar com suas próprias mãos, mas, em algumas ocasiões, nomeava alguém para completar o sacrifício. 

Quando sacrificava uma ovelha, punha-se de pé, em suas costas e dizia “Bissmillah, Allahu akbar” e a sacrificava. 

Permitiu à sua ummah que comesse de seu hadi e sacrifícios e guardasse uma parte da carne.

Algumas vezes distribuía a carne do hadi e outras vezes dizia: ‘quem deseje pode cortar um pedaço”.

Sua prática era sacrificar o hadi da ‘umrah em Marwah e o hadi do hajj em Mina. 

Sempre sacrificava seu hadi ao terminar o estado de ihram e logo após a saída do sol, depois do primeiro apedrejamento. Nunca permitia o sacrifício antes do nascer do sol. 

Seus ensinamentos sobre o sacrifício do ‘eid

Nunca deixou de oferecer um sacrifico. Costumava sacrificar dois carneiros depois da oração do ‘eid. Dizia: “todos os dias de tashriq são dias de sacrifício”. 

Dizia: “quem quer que tenha sacrificado antes da oração (do ‘eid) não chegou a fazer o sacrifício; é apenas carne que oferece à sua família”. 

Ensinou que sacrificassem uma ovelha de seis meses de idade ou um camelo de cinco anos ou uma vaca que houvesse entrado em seu terceiro ano.

Também, ensinou selecionar um bom animal para o sacrifício, que não tivesse defeitos e proibia oferecer um sacrifício de um animal com orelha cortada, cornos defeituosos, olho cego, manco ou debilitado. Também ordenava confirmar o perfeito estado dos olhos e dos ouvidos.

Ordenou àqueles que tinham intenção de oferecer um sacrifício que não removessem nada do pelo de seu corpo quando entrasse a primeira dezena  do mês de Dhul Hijjah.

Dentre seus ensinamentos estava o de oferecer seu sacrifício na mussala (sala de oração). 

Também ensinou que uma ovelha era suficiente como sacrifício para um homem, incluindo sua família, não levando em conta o número de integrantes desta.

Seus ensinamentos sobre ‘aquiqah

Foi relatado – e comprovada a autenticidade – que o Profeta ﷺ disse: 

“cada criança depende de sua ‘aquiqah. Deve ser sacrificado, para ela, no sétimo dia, seu cabelo deve ser raspado e deve-se dar um nome a ela” (Abu . 

Dawud, Nasai e Tirmidhi)

Também disse: “duas ovelhas para o menino e uma para a menina”

(Abu Dawud e Nasai)


Previous article Next article

Articles in the same category

O Website do Profeta Maomé, O Mensageiro de AláIt's a beautiful day