Os ensinamentos do Profeta sobre a oração para pedir por chuva

  • O Profeta costumava suplicar a Allah por chuva no púlpito enquanto pronunciava o sermão de sexta-feira e também orava por chuva nos outros dias. Orava por chuva enquanto estava sentado na mesquita, levantando as mãos e suplicando a Allah, o Poderoso e Majestoso.
  • Suas súplicas pela chuva incluíam: “Allaahumm-asqi `ibaadaka wa bahaa'imaka wanshur rahmataka wahi baladakal-maiit” (Ó Allah, provê água para Teus servos e Teus animais, dissemina Tua misericórdia e reaviva a Tua terra sem vida) – Abu Dawud. “Allaahumma-sqina ghaizan mughizan, mari'an, mari`an, naafi`an ghaira dhaarrin, `aayilan, ghaira aajilan” (Ó Allah, bendiga-nos com a chuva que reaviva, é satisfatória, frutífera, benéfica e não dana, imediatamente ou tardiamente) – Abu Dawud.
  • Quando se via nuvens e vento, a ansiedade se mostrava em seu rosto e ele se inquietava. Quando finalmente chovia, então, ele ficava aliviado.
  • Ao ver a chuva, costumava dizer: “Allahumma saiiban nafi’an” (Ó Allah, que seja uma chuva benéfica) – Bukhari e Muslim. Ele abria parte de sua camisa para expor seu corpo à chuva. Quando lhe perguntavam sobre este comportamento, dizia que era a renovação de seu pacto com seu Senhor. (Muslim)
  • Quando chovia torrencialmente, as pessoas solicitavam que pedisse a Allah que contivesse a chuva e ele o fazia, dizendo: “Allaahumma hawalaina wa la `alaina. Allaahumma `alaz-ziraabi wal-akaami wa butunil-awdiati wa manaabitish-shajar” (Ó Allah, ao redor de nós e não sobre nós. Ó Allah, sobre os bosques, as montanhas, os vales e as árvores) – Bukhari e Muslim.

 

Previous article Next article